O XI Congresso de Construção Metálica e Mista contará com personalidades internacionais de relevo como palestrantes convidados:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Professora Ulrike Kuhlmann

Next generation of Eurocode 3 – Evolution by improvements and harmonization


Professora Ulrike Kuhlmann é engenheira estrutural desde 1981 e em 1995 foi apontada como professora de estruturas metálicas e de madeira na Universidade de Stuttgart e chefe do "Institute of Structural Design".

Desde 2000 como Professora de estruturas metálicas e mistas e de madeira. 

Entre 2009-2012 foi membro do Conselho da Universidade, sendo também entre 2010-2012 diretora científica do laboratório de investigação de materiais da Universidade de Stuttgart (MPA Universität Stuttgart - Otto-Graf-Institut (FMPA), e em 2013 foi decano da Faculdade de Engenharia Civil e Ambiental na Universidade de Stuttgart. 

É vice-presidente da Associação Internacional de Pontes e Engenharia Estrutural (IABSE). É Membro do Conselho Científico do Instituto de Investigação Rodoviária Federal (BASt), desde 2008, e membro do conselho científico da "Federal Waterways Engineering and Research Institute" e membro do conselho científico "Infraestrutura" do Instituto Federal de Investigação de Materiais e Ensaios. 

Em 2012 foi premiada com a Medalha de Honra pela Associação Alemã de Engenharia Civil. É correspondente da revista "Structural Engineering International" e membro do conselho editorial da revista "Stahlbau" e "Steel Construction", Editora: Wilhelm Ernst & Sohn, Berlim. 

Membro de diversos comités de normalização (ENV 1994: "Composite structures", ENV 1993-1-1: "Rules for buildings", ENV 1993-2: "Steel bridges", ENV 1993/01/06: "Crane supporting structures") ; Membro do Dast Avisory, Conselho de Administração e Comité Consultivo 'Fb 08' para estruturas de aço, mistas e de alumínio em DIN; Membro do comité consultivo de peritos "Structural Engineering" de VDI (Associação Alemã de Engenheiros Civis). Presidente do CEN/TC250/SC3 "Eurocódigos Estruturais: Eurocódigo3: Design of Steel Structures" e Grupode Trabalho Técnico ECCS 8.3 "Plate Buckling".

 

 

Professor Bert Snijder

Recent developments regarding the next version of Eurocode 3 part 1-1 on steel structures


Bert Snijder é Presidente de Projeto Estrutural (Estruturas de Aço) no Departamento de Ambiente Construído na Universidade de Tecnologia de Eindhoven (TU/e), Países Baixos.

Depois do seu Mestrado em Engenharia Civil na Universidade de Tecnologia de Delft, trabalhou como investigador da TNO e como estrutural engenheiro / gestor de projeto do NS (Caminhos-de-ferro da Holanda) e do gabinete de engenharia que emergiu da NS. Aqui, desenvolveu prática na conceção de estações ferroviárias e pontes.

Trabalha na TU/e a tempo parcial, desde 1993, e a tempo integral desde 1999. Os seus interesses de investigação focam-se em resistência, estabilidade e fadiga de estruturas de aço. O domínio de aplicação diz respeito a edifícios e pontes.

Presidiu ao conselho editorial da Structural Engineering International, a revista da IABSE (Associação Internacional de Pontes e Engenharia Estrutural). Representa os Países Baixos em nome da NEN nos Comités do Código Europeu CEN / TC250 / SC3 responsáveis pelo conteúdo do Eurocódigo 3 em estruturas de aço. Preside ao Comité Técnico 8 "Estabilidade" da ECCS e Grupo de Trabalho 1 do CEN / TC250 / SC3 na EN 1993-1-1.

É membro de muitos comités (inter) nacionais e (co) autor de muitos artigos de revistas e documentos de conferências.


Professor Ryoichi Kanno

Overview and recent advances in steel structures and materials in Japan

 

O Dr. Kanno é atualmente um membro executivo da Investigação & Desenvolvimento, da Nippon Steel e da Sumitomo Metal Corporation no Japão. Ele juntou-se à empresa em 1982 como engenheiro estrutural e trabalhou como engenheiro de investigação em estruturas metálicas e mistas, desde edifícios e pontes até estruturas subterrâneas. Posteriormente, ele teve uma posição de administração de investigação na empresa, onde os planos abrangentes de I & D para materiais, processos e tecnologias de solução foram coordenados. Também atuou como um Chefe do Laboratório de Estruturas de Aço durante seis anos até 2014 antes da sua posição atual.

Seus interesses principais da pesquisa incluem uma vasta variedade dos tópicos relacionados com estruturas de aço tais como aços estruturais, estruturas mistas, estruturas de aço enformado a frio, ligações aparafusadas, projeto de encurvadura, engenharia de fogo, e assim por diante. Atuou em vários comitês técnicos do Instituto de Arquitetura do Japão (AIJ), da Sociedade Japonesa de Construção em Aço (JSSC) e do Instituto de Ferro e Aço do Japão (ISIJ). Através dessas atividades académicas, ele contribuiu para o estabelecimento de novas diretrizes de projeto no Japão sobre estruturas mistas constituídas por vigas de aço e colunas de betão armado, elementos de aço enformados a frio e estruturas para casas residenciais, etc. Entre os principais prémios que ele obteve estão o Shiraishi Award (em estruturas mistas e em aço) do ISIJ e do Prémio de Papel (no projeto de resistência ao sismo e ao tsunami) do JSSC.

Ele também se dedicou à educação universitária e investigação como professor a tempo parcial na Universidade Waseda e professor convidado para estudos de licenciatura na Universidade de Kanazawa. Licenciou-se na Universidade de Tecnologia de Toyohashi com B.Eng em 1982, obteve M.Eng no Instituto de Tecnologia de Tóquio em 1984 e depois completou o seu Ph.D. Na Universidade de Cornell, em 1993.


 

Eng. Luca Buzzoni

Allianz Tower in Milan: a steel and composite structure


Luca Buzzoni é engenheiro estrutural, na Arup desde 2003, com experiência na concepção de novos edifícios, bem como na avaliação e renovação de estruturas existentes e instalações industriais. Os seus conhecimentos focam-se particularmente no projeto de estruturas resistentes a sismos, novas, existentes e monumentais, edifícios altos e locais desportivos e estádios.

Luca esteve envolvido em programas de avaliação, reforma e reconstrução após alguns dos últimos grandes terramotos em Itália (por exemplo, L'Aquila, 2009 e Emilia, 2012), incluindo iniciativas humanitárias financiadas publicamente para aliviar as populações locais dos efeitos do desastre (Por exemplo, programa de reconstrução escolar em Emilia, 2012). Ele é o autor do livro "Elementi di sismologia con applicazioni all'ingegneria sismica" (Princípios de sismologia e aplicações para engenharia sísmica) e agora é o líder da equipa de Engenharia Estrutural na Arup Italia.

Ele está atualmente em Milão e no passado trabalhou nos escritórios da Arup em Londres, Amsterdão e em Madrid.

Luca geriu importantes projetos multidisciplinares e promove o uso de soluções e tecnologias avançadas em projeto estrutural para integrar inovação e sustentabilidade numa abordagem de projeto totalmente integrada. Ele promove o envolvimento da equipa em iniciativas de caridade, em particular após calamidades naturais. Luca é membro do Conselho sobre Edifícios altos e habitats urbanos (CTBUH), Chicago e o Earthquake Engineering Research Institute.

Seus projetos mais significativos realizados como engenheiro principal e gestor de projetos, são a nova Torre Allianz em Milão (também conhecido como a Torre Isozaki), o Bosco Verticale e o conceito inicial para o novo estádio A.C. Milan. Luca agora é Diretor de Projeto para o projeto do novo estádio de futebol em Florença.


 

Professor Peter Collin

Some Swedish experiences of Steel/Composite Bridges


Professor Prof. Peter Collin concluiu o seu doutoramento na LTU em 1992 com foco na estabilidade de armações de aço. Desde 1992, Peter tem sido projetista de pontes no grupo de projeto de pontes da Ramböll em Luleå, projetando pontes metálicas e mistas, mas também participando em projetos de investigação e desenvolvimento de RFCS, como INTAB, BriFaG, ELEM e ProLife. Em 1993-1994, atuou como especialista em Códigos de Dimensionamento na Öresund Bridge Consultants em Copenhague, onde escreveu o Projeto de Documentos de Aplicação para o Aço e para Estruturas Mistas. Ele também contribuiu para as regras do Eurocódigo 3 - Estruturas de aço no que se refere à encurvadura de torção lateral das flanges do fundo da ponte, bem como ao encurvamento de cisalhamento de teias de aço.

Em 2001, foi eleito membro da Royal Swedish Engineering Academy e, em 2003, recebeu o ECCS Steel Design Award pelo projeto da primeira ponte da Suécia em aço inoxidável. Em 2009, obteve o prémio anual Silverbalken do Swedish Steel Construction Institute, e em 2015 obteve o prémio anual Stora Byggpriset dos construtores do norte da Suécia.

Desde 2007, Peter trabalha a tempo parcial como professor em Estruturas Mistas na Universidade de Tecnologia de Luleå, incluindo projetos de I & D, estudantes de doutoramento e ensino. Além disso, ele também organiza cursos de Eurocódigo para projetistas suecos, assim como workshops internacionais sobre tópicos relacionados com pontes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Professor António Reis

Estruturas Especiais em Construção Soldada  : Desenvolvimentos e Realizações.  


Professor António Reis é Engenheiro Civil pelo Instituto Superior Técnico (1972), doutorado pela Universidade de Waterloo – Canadá (1977) e Science Research Fellow em 1981 na Universidade de Surrey, UK. Professor Catedrático do Instituto Superior Técnico desde 1985 de Pontes e Dimensionamento de Estruturas e Professor Convidado da EPFL, Lausanne, Suiça em 2013 e 2015. Representante nacional e Coordenador para o Eurocódigo 3. Tem uma intensa atividade como projetista de pontes e estruturas especiais ao longo de 45 anos, sendo fundador (1980) e Diretor Técnico da GRID International, S.A.. Na sua atividade de projeto a nível nacional e internacional em cerca de 20 países, nomeadamente na Europa, África e Ásia, tem sido responsável pela conceção e direção técnica do projeto de variadíssimas pontes e estruturas especiais, nomeadamente pontes de tirantes, suspensas e várias coberturas metálicas para estádios. Recebeu vários prémios pela sua atividade técnico-científica, nomeadamente o Prémio Secil de Engenharia Civil em Portugal, prémios da ECCS por várias realizações, prémio da Academia Real das Ciências da Bélgica, prémios por publicações na IABSE e ICE bem como a Comenda da Ordem de Mérito Profissional pela Presidência da República Portuguesa.


 

 

 

 

 

 

Graham Gedge BSc MSc, CEng MIMMM

Selection of alloys for durability and assessment of in service performance on real structures.

 

Diretor, Arup Materials

Graham é metalurgista com mais de 30 anos de experiência a trabalhar na Arup. É especialista em corrosão, controle de corrosão e durabilidade de metais em todos os aspetos do ambiente construído, assegurando serviços de consultoria nos projetos Arup a clientes em todo o mundo. Tem competências específicas na área de avaliação do risco de corrosão de materiais de construção comuns em condições de exposição atmosférica e no desenvolvimento das medidas de mitigação correspondentes. Possui 20 anos de experiência em seleção e uso de aços inoxidáveis para aplicações estruturais em edifícios, pontes e infraestrutura, com especial interesse no uso de liga leve e de alta resistência para estas aplicações. Na Arup é responsável pela seleção de materiais resistentes à corrosão em muitos dos seus projetos, incluindo o uso de duplex inoxidável para as pontes de Stonecutters e Helix. Liderou o grupo que desenvolveu o procedimento de seleção de classes e as regras do Anexo A das Normas Suplementares EN1993-1-4 para Aço Inoxidável, publicado em 2015. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Arquiteto Vicente Gouveia

Projeto de extensão do Palácio da Igreja Velha, em Vila Nova de Famalicão

 

Licenciado em Arquitectura e Urbanismo pela FAU Lusíada de VNF.

Sócio fundador do atelier Visioarq - Arquitectos em 1998.

Vencedor do prémio de Arquitectura A+ Awards da Architizer na categoria Metal + Architecture – Public Award 2017

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eng. Manuel Pipa

A nova geração de eurocódigos estruturais

 

LNEC

Engenheiro Civil pelo Instituto Superior Técnico (1980) e Doutorado (1994) pelo mesmo instituto, sendo Investigador Principal do laboratório Nacional de Engenharia Civil, onde desempenha presentemente as funções de Chefe do Núcleo de Observação de Estruturas. Foi Professor Associado do Curso de Engenharia Civil da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias entre 1995 e 2015, tendo sido responsável pelas cadeiras de Estruturas de Betão Armado Pré-esforçado. Fundou em 1991 o gabinete P&V-Consultoria e Projetos de Engenharia, que dirigiu até 2009, data em que foi integrado no grupo TPF-Planege. 

Está ligado desde 2000 aos Eurocódigos, quando iniciou as funções de Secretário da CT-115-Eurocódigos Estruturais. Presentemente é Vogal da CT115 e Membro da sua Comissão Executiva. É também Presidente da Subcomissão 1 - Ações (CT115/SC1), responsável pelo Eurocódigo 1 em Portugal e representante português na TC250/SC1 – Actions. Participa também na CT115/SC2 – Estruturas de betão e no CT115/WG2 – Estruturas existentes. Tem também participado como delegado português nas reuniões plenárias da CEN/TC250 e no Eurocodes National Correspondents Group (ENC Group) da Comissão Europeia. É ainda da Vogal da Comissões do LNEC (antes do extinto Conselho Superior de Obras Públicas e Transportes - CSOPT) relativas a Eurocódigos Estruturais e Regulamentos de cimentos e betões. É Presidente da Direção do Grupo Português de Betão Estrutural – GPBE, membro nacional da fib Féderation Internationale du Béton, de que é também delegado nacional. Nesta associação colabora presentemente com o WP 1.1.5 Management of Prestressed Concrete Bridges, da Comissão 1. Participa também nos trabalhos da World Road Association (AIPCR), sendo membro do Comitê Técnico TC D.3 Bridges. É vogal da Comissão de Especialização de Estruturas da Ordem dos Engenheiros e membro da Administração da Revista Portuguesa de Engenharia de Estruturas (RPEE). Presentemente as suas áreas de interesse são o comportamento de estruturas de betão armado e pré-esforçado, a observação de estruturas, a patologia de estruturas e a normalização e regulamentação estrutural.

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Arq. Jorge Bártolo e Arq.ª Isa Clara Neves

DrySuit Building

 

Arq. Jorge Bártolo

Jorge Bártolo (Coimbra - 1968) licenciou-se em arquitetura na Escola Universitária das Artes de Coimbra. Desde a sua fundação em 2000, o Jorge Bartolo Architects desenvolveu uma vasta gama de trabalhos, incluindo projetos residenciais, industriais, comerciais, cívicos e desportivos, bem como design e planeamento de edifícios junto a linhas de água. O escritório tem tido clientes que valorizam o relacionamento pessoal e projetos de alta qualidade . Foram solicitados por autoridades municipais e portuárias para estratégia urbana, design e consultoria de edifícios junto a linhas de água.
É membro da Associação Portuguesa de Arquitectos (OA) e da Associação de Colaboração entre Portos e Cidades (Rete).


Arq.ª Isa Clara Neves

Isa Clara Neves é licenciada em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (2005), mestre em Cultura Arquitetónica Moderna e Contemporânea pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, e doutorada em Arquitetura, na especialidade de Teoria e História, pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa. Desde a sua investigação de mestrado explora uma apreciação da teoria da arquitetura moderna e contemporânea dentro de um domínio tecnológico, revelando e refletindo sobre alguns dos contextos culturais, históricos e tecnológicos que influenciaram o surgimento de uma prática computacional na arquitetura, que se tem vindo a construir ao longo dos últimos 50 anos. Arquitetura. De modo mais lato a sua área de interesse é a História e Teoria da Arquitetura Século XX.

Paralelamente exerce projeto de arquitetura, em parceria com outros arquitetos e gabinetes. Colaboradora do Arquiteto Eduardo Souto de Moura entre 2006-2010. Fundadora da revista Nexus_investigação arquitetónica interdisciplinar. Autora de artigos publicados em revistas e livros tais como PLI, Casa International Magazine (China), Catálogo Mesa “Eduardo Souto Moura _ 30 anos, projetos selecionados”, Catálogo Swissport09, Revista LaMag, entre outros. Autora de artigos em congressos e revistas científicas como eCAADe, CAADRIA, SIGraDI, PARC, Journal IJAC, etc. Oradora em eventos/organizações como Campus Ultzama 2012, Iberian Architecture 2012 Reencounters, Arquibio, Estratégia Urbana, entre outros. Coordenou e coorganizou eventos como DIGITAL DARQ, Swissport, MESA, Future Traditions. Lecionou como convidada no Instituto Politécnico do Cávado e do Ave e leciona na Escola Superior Artes e Design (ESAD). Iniciou também em 2017 investigação de Pós Doutoramento pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e pelo College of Arts and Architecture at The Pennsylvania State University, com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Arq. Luís Sobral e Arq. Pablo Rebelo + Arq. Pedro Pita 

Percursos Pedonais - Ligações Mecanizadas (PALÁCIO DE CRISTAL, MIRAGAIA, VIRTUDES)

 

Arq. Luís Sobral 

Membro do coletivo depA:

O coletivo depA, estabelecido no Porto por Luís Sobral, Carlos Azevedo e João Crisóstomo é um espaço de discussão e criação arquitetónica, tanto na sua forma de projeto como nas suas variáveis interdisciplinares. O depA tem desenvolvido projetos de arquitetura das mais variadas escalas e elevados graus de exigência, de encomenda tanto pública como privada. Desses trabalhos destacam-se a Casa do Rosário, no Porto, selecionada como obra finalista do Prémio Nacional de Arquitetura em Madeira 2017, selecionada nos prémios ENOR e finalista do prémio BIGMAT; a Casa da Cultura de Pinhel, em Pinhel, finalista dos Prémios FAD 2015, Prémio Melhor Trabalho de Museografia, Menção Honrosa para Melhor Museu Português da APOM e obra selecionada pela Ordem dos Arquitectos para a coletânea Habitar Portugal 12-14; e o Bloco do Avenal, em Condeixa-a-Nova, Menção Honrosa no Prémio de Tijolo de Face à Vista Vale da Gândara 2013.
Para além da encomenda pública e privada, o atelier tem desenvolvido uma intensa pesquisa projectual através da participação em inúmeros concursos internacionais, nos quais se destacam o 1º prémio para a elaboração do projeto do futuro Museu de Arte Contemporânea Santiago Ydáñez (2010), em Jaén, Espanha, o; 2º Prémio no Concurso da Extensão da Sede das Águas do Porto (em parceria com Pablo Pita Arquitectos), e o 1º Prémio no Concurso de Acessos Mecanizados no Porto (em parceria com Pablo Pita -arquitectos)

 

Arq. Pablo Rebelo + Arq. Pedro Pita

Pablo Pita Arquitectos:

Estúdio sediado no Porto estabelecido em 2010 por Pablo Rebelo (Caracas 1983) e Pedro Pita (Porto 1983). Arquitectos Licenciados na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto em 2007. A sua práctica desenvolve-se em duas bases metodológicas. Por um lado dando resposta a adjudicações directas de escala mais reduzida e focada essencialmente na temática habitacional. Por outro desenvolvendo competições nacionais e internacionais que lhes permitam explorar diversos campos de estudo e distintas escalas. Neste âmbito reuniram alguns prémios e distinções das quais se destacam: 1º Prémio no Concurso de Acessos Mecanizados no Porto (em parceria com dEPA); 1º Prémio no Concurso para a Restruturação do Quarteirão Badel em Zagreb na Croácia; 2º Prémio no Concurso do Terminal Intermodal de Campanhã no Porto; 2º Prémio no Concurso da Extensão da Sede das Águas do Porto (em parceria com dEPA); e Menção Honrosa no Concurso da Nova Escola de Arquitectura em Aarhus na Dinamarca. Recentemente foram distinguidos pela publicação Wallpaper como um dos Estúdios Emergentes de 2017.

 

 

 

 

 

 

 

 

Professor Luís Simões da Silva

A especificação dos níveis de segurança no Eurocodigo 3

É Professor Catedrático do Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, onde é docente desde 1982. Responsável pela disciplina de Estruturas Metálicas, tendo leccionado em programas de doutoramento, mestrado e licenciatura, essencialmente na área de estruturas e mecânica aplicada. Director (2014-2020) do ISISE – Institute for Sustainability and Innovation in Structural Engineering, Unidade de Investigação financiada pela FCT avaliada em 2014 com EXCELENTE.Coordena o Grupo de Investigação em Construção Metálica e Mista que reune 150 investigadores em Portugal.Membro fundador da cmm – Associação Portuguesa de Construção Metálica e Mista, desde 21 de Novembro de 1997. Presidente da cmm desde Abril de 2005.
Pertence ao Conselho de Administração do ECCS (European Convention for Constructional Steelwork) desde 2005. Presidente do ECCS (2012-2013). Desempenhou de Setembro de 2007 a Outubro de 2013 o cargo executivo de responsavel por todas as actividades técnicas do ECCS (Chairman do Technical Management Board), coordenando o trabalho de 400 peritos no sector da construção em aço. 

 

 

 

 

 

 

 

Português English
Utilizadores registados
Acesso

Ainda não está registado?
Registe-se

Newsletter

Para receber mais informações sobre este evento, entre aqui.

Organização

Patrocinador Ouro

Patrocinador Prata

Outros Patrocinadores

Media Partner